História da COGIC no Brasil

Pastor Rubens dos Santos

Fundador da COGIC no Brasil

Tudo começou no coração de Deus e de um homem chamado Pastor Rubens dos Santos. Tendo sido ordenado aos 22 anos na igreja Batista, serviu esta igreja por aproximadamente mais 22 anos. Após todos esses anos de pastorado, Deus reservava ao seu servo uma nova experiência: o seu batismo no Espírito Santo, dando assim início a um novo tempo, o que o levou a pedir a Deus que o guiasse em um novo ministério, cheio da graça e da unção do Espírito Santo. A partir desse momento, Deus começou a mudar aquela situação.

Por volta de 1984, o Pr. Rubens, então capelão evangélico da Casa de Detenção, fundou uma organização chamada SEMEIA (Sociedade Evangélica Missionária Educacional Inter-Americana), filiada a duas outras organizações americanas, que atuava na evangelização de presidiários, tanto no Brasil como nos Estados Unidos. Exerceu a capelania por 17 anos.

Na mesma época fundou uma organização visando o progresso e a integração dos negros no Brasil, chamada Pr. Martin Luther King Jr., fruto da admiração que tinha pelo trabalho desse grande líder.

O Pr. Rubens dos Santos amava muito a nação americana (era americano de coração!) e viajava para lá uma vez por ano. Foram tantas as dificuldades: conseguir pagar a passagem, dormir em banco de igreja, passar o Natal sozinho, entre muitas outras. Mas não havia desânimo em seu coração.

Pr. Rubens gostava muito de ler sobre a história dos negros americanos. Um dia caiu em suas mãos um livro sobre a IGREJA DE DEUS EM CRISTO, o que lhe despertou interesse pela história da igreja. Um dia ele me disse: “Jecé, aqui está a igreja que eu estava pedindo a Deus”.

Certa vez, numa de suas viagens, seu voo ficou retido no aeroporto por, aproximadamente, uma hora. Ele então pegou o telefone, ligou para o pastor que havia dado o livro a ele e pediu para que o ajudasse a conhecer aquela igreja. O pastor disse que nada poderia fazer, mas que tinha o telefone de outro pastor que, com certeza, o ajudaria. Foi o que ele fez. Ligou e disse que queria conhecer a igreja e começar um trabalho no Brasil. Esse pastor a que me refiro não é outro senão o nosso Bispo Moore.

A partir desse momento uma grande amizade uniu esses homens de Deus que, juntos, compartilharam muitas alegrias, fizeram planos, comeram juntos e, graças à hospitalidade do novo amigo, Pr. Rubens tinha um lugar para repousar nas viagens aos Estados Unidos. E o Bispo Moore também era acolhido pela família Santos quando vinha ao Brasil.

Como fruto de tudo isso, em 1986 o Pr. Rubens dos Santos fundou a IGREJA DE DEUS EM CRISTO no Brasil, que começou os trabalhos na casa do Pr. Aldo Bezerra (hoje Superintendente do 1º Distrito) e da Miss. Graça Silva.

Assim que iniciou a igreja, sentiu o desejo de também abrir uma igreja no Rio de Janeiro. E lá fomos nós: em 1992, ele alugou um ônibus, chamou alguns irmãos e partiu para o Rio de Janeiro. Lá o trabalho começou dirigido pelo Pr. João Bispo de Lima e, posteriormente, pelo Pr. Robson Paiva, hoje Superintendente do 2º Distrito.

Algum tempo depois, Pr. Rubens me disse: “Agora vamos abrir uma igreja em Salvador”. Pegamos um avião e lá fomos nós. Infelizmente, ele não teve tempo de ver também esse sonho realizado. Deus o recolheu. “Paulo plantou, Apolo regou, mas Deus dá o crescimento.”

Hoje o que vemos é o trabalho prosperar e crescer em vários estados. Vemos com nossos olhos o que Deus está fazendo e o que vai continuar a fazer.

Eu não poderia terminar esta retrospectiva sem agradecer a Deus pela vida de alguns pastores, jovens que na época se dispuseram a servir a Deus e ajudando o Pr. Rubens no início da igreja: Pr. Gerson Venâncio da Silva e sua esposa Ivete Corti, Pr. Sergio Melo e sua esposa Mara Rubia e, em especial, ao homem que – após a morte do fundador da Igreja de Deus em Cristo no Brasil, Pastor Rubens dos Santos – assumiu o ministério ainda jovem, deixando-se guiar pelo Espírito Santo, dando continuidade à visão doutrinária da denominação, concretizando assim o projeto de Deus para a igreja no Brasil: Pastor Aldo Bezerra da Silva, juntamente com sua esposa, Miss. Maria das Graças Silva, e seus quatro filhos.

                                                        Ebenézer! Até aqui nos ajudou o Senhor!

 

Jecé Dornelas dos Santos