Hoje é muito comum pensarmos que basta pedir perdão a Deus para resolver algum problema com o nosso irmão. Não é assim! Se pecar, deve procurar a pessoa que está sendo alvo da inquietação pessoal e pedir-lhe perdão. Depois você terá a liberdade de ir perante Deus para pedir-Lhe perdão também.                                   
Muitos relacionamentos são rompidos, principalmente nas famílias, por falta de temor ao Senhor. Várias “justificativas” são usadas para anular a atitude correta de resolver o problema definitivamente.

A oração que Jesus nos ensinou − a tão conhecida oração do Pai Nosso − diz que se não perdoarmos, não seremos perdoados pelo Senhor. Assim, se não resolvermos o problema pendente com o nosso próximo, Deus também não poderá nos perdoar.

Verifique em oração se existe alguém cujo perdão você tem retido. Se você identificar um problema, peça a Deus que lhe dê coragem e estratégias vindas da parte dEle para resolver a situação.

Dirija-se à pessoa (ou pessoas) em questão na primeira oportunidade e peça-lhe perdão. Se estiver longe, escreva uma carta, envie um e-mail ou ligue para ela, mas lembre-se: Não é um simples pedido de desculpas: é pedir perdão de coração! Também não é hora de fazer discursos nem de aproveitar a situação para acusar e apontar erros: é hora de resolver os problemas com seu pedido de perdão. Ore com essa pessoa. Agradeça a Deus por tentarem o acerto diante dEle. 

Mas, se a pessoa não lhe der o perdão, você está liberado diante de Deus; pois tentou fazer a sua parte e, assim, terá sua consciência livre de culpa.